planejar_para_nao_afundar.jpg

Planejar Para Não Afundar!

Categoria: 

Não tem sido fácil encarar o cenário de recessão no mundo todo. Aqui no Brasil, o Ministério da Fazenda em parceria com o Banco Central e o presidente Michel Temer tem buscado medidas para frear a crise e impulsionar a economia. Contudo, tais medidas têm se mostrado insuficientes e, até mesmo, ineficazes.

Diante disso, não assusta que houve um aumento na taxa de mortalidade das empresas, divulgada em pesquisa bienal realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em parceria com o Sebrae. Os resultados publicados no último dia 15 de dezembro, mostram que 33% dos negócios abertos em 2014 não estarão mais em funcionamento até o último dia de 2016.

Em números absolutos, isso significa que aproximadamente 600 mil empreendimentos dos 1,8 milhão abertos há dois anos, terão fechado as portas ainda esse ano. Isso representa um aumento de 10% em comparação com as taxas observadas na pesquisa anterior, que tratava do período 2012-2014.

Segundo o mesmo estudo, que foi realizado a partir do processamento de dados da Receita Federal e de entrevistas com cerca de 2 mil empresas constituídas entre 2008 e 2014, foram abertas 1,6 milhão de empresas em 2012, sendo que desse total 23% estavam inativas ao final de 2014. Ou seja, 368 mil empresas fecharam as portas nesse período.

Os dados obtidos mostraram que as microempresas, vistas aqui como aquelas que faturam até R$ 360 mil por ano, foram as mais atingidas, tendo mais de 45% de taxa de fechamento. Além desses dados, o estudo também aponta os principais setores atingidos pelo recuo da economia. Sendo o setor mais atingido o de prestação de serviços, com 25% de seus negócios fechando as portas.

Os motivos para isso são muito claros: falta de planejamento adequado as variações da economia, o aumento de impostos e encargos, o recuo no consumo, a diminuição na oferta de capital de giro e o esgotamento do caixa da própria empresa. Todas as características marcantes das recessões econômicas.

Certamente, essas informações deixam a qualquer um com o pé atrás na hora de empreender em 2017. Mas elas não devem ser empecilhos para que você siga o seu sonho! Por isso, agora é a hora de entender a necessidade de um bom planejamento que cubra todas essas situações críticas. Planejar-se é o grande segredo para quem deseja superar todos esses obstáculos no próximo ano e reverter a situação desse país!

Como eu sempre digo, empreendedor de verdade realiza com aquilo que tem nas mãos. Então, vamos ao trabalho, porque se nós não fizermos, ninguém mais o fará!

Para ter um 2017 diferente, leia estes artigos:

4 Dicas Para Aproveitar Ao Máximo O Fim de Ano

3 Características Básicas de Um Bom Líder

Tenha Um Time Engajado

7 Dicas Para Novos Empreendedores

Compartilhar

Comentários

Quem sou eu?

fred-abrahao

Graduado em Direito pela UNIFRAN, o empresário abriu seu primeiro negócio aos 19 anos. Com o know-how e determinação de quem começou cedo no mundo dos negócios, em 2007 criou a Direito de Ouvir e em 2016, a Seu Gado, empresas inovadoras em seus segmentos no Brasil.

Leia mais...