MEI, você pode faturar mais em 2018!

Categoria: 

Além das reformas na CLT que já entraram em vigor, os Microempreendedores Individuais (MEI) também precisarão prestar atenção as novas mudanças do Simples Nacional.

Com a aprovação do Projeto de Lei 125/2015 – Crescer sem Medo, novas regras sobre o limite anual de faturamento dos MEIs passarão a valer em todo território nacional a partir do dia 1º de Janeiro de 2018.

O Projeto Crescer Sem Medo prevê, entre outras coisas, o aumento do limite de faturamento anual do MEI de R$ 60 mil para R$ 81 mil. Ou seja, empreendedores que faturaram valores entre R$ 60 mil e R$ 72 mil neste ano poderão continuar sendo MEI mediante o pagamento de multa sobre o excedente.

De acordo com as novas regras do Simples Nacional, o MEI que teve um faturamento de até 20% superior ao teto pagará uma taxa variável sobre o excedente de acordo com seu setor de atuação, sendo 4% para as atividades ligadas ao setor de comércio, 4,5% para a indústria e 6% para os serviços.

No entanto, caso o MEI tenha extrapolado os 20% do teto, o valor da multa será um percentual sobre o todo o valor arrecado durante o ano. Além disso, após o pagamento da multa o empreendedor deverá informar sua opção de permanecer como MEI à Receita Federal através do Portal do Simples Nacional.

Independente das situações acima, caso você tenha faturado um valor acima do teto de R$ 60 mil, o ideal é procurar a avaliação de um contador para tomar uma decisão quanto a qual regime tributário seria o mais ideal para o seu negócio.

Compartilhar

Comentários

Quem sou eu?

fred-abrahao

Graduado em Direito pela UNIFRAN, o empresário abriu seu primeiro negócio aos 19 anos. Com o know-how e determinação de quem começou cedo no mundo dos negócios, em 2007 criou a Direito de Ouvir e em 2016, a Seu Gado, empresas inovadoras em seus segmentos no Brasil.

Leia mais...