harmonia_empresa

Veja Onde A Harmonia da Sua Empresa Reside

Categoria: 

Hoje, trago uma nova série de conselhos para que você alcance a harmonia em sua empresa. Trago mais 10 dicas divididas em duas partes. Confira a primeira parte logo abaixo:

1 – Falta de Pontualidade

Comumente no Brasil, festas e encontros informais costumam ser marcados para meia hora antes do início oficial, justamente para evitar atrasos. Contudo, isso não costuma ser levado para o ambiente corporativo. O resultado? Quando é marcada uma reunião para às 9h, as pessoas, e muitas vezes o próprio chefe, só chegam às 9h30.

Para deixar a situação mais complicada ainda, é comum que tais reuniões se percam em conversas que têm pouco a ver com o tema a ser discutido, gerando perda de tempo e falta de clareza.

Por isso, busque criar um ambiente de pontualidade na sua empresa. O primeiro passo é dar o exemplo, chegar antes do início da reunião também é uma boa tática. Além, é claro, de evitar marcar reuniões em horários que deixem todos desconfortáveis, por exemplo às 8h de uma segunda-feira.

Para completar, trace um cronograma para cada reunião com começo meio e fim. Isso ajudará a manter todos focados, economizando tempo e dando tempo para que cada ponto fique bem claro.

2 – Horários Personalizados

Uma tendência mundial é a flexibilização dos horários de trabalho. Inúmeras pesquisas já comprovaram que cada pessoa tem seu melhor horário de funcionamentol. Uns de manhã, outros mais a tarde e alguns de noite. Por isso, pensar em cronograma de trabalho que não seja o mesmo para todos os funcionários é uma opção atraente se você deseja mais produtividade.

Lembre-se que disciplina é diferente de rigidez e que logicamente será preciso planejar tais pontos para que toda a equipe se encontre em algum momento e para que essa mudança de comportamento seja benéfica e não prejudique a empresa.

3 – Definição e assertividade

Dar poucos feedbacks e ser pouco claro quanto as metas da empresa e a responsabilidade específica de cada um também é um hábito extremamente prejudicial para toda a empresa. Essa atitude gera confusão, perda de produtividade e atrasos diversos em todas as esferas do negócio.

Busque definir claramente a responsabilidade de cada um dentro da empresa através de feedbacks e reuniões. Além disso, as metas de curto, médio e longo prazo também devem ser muito bem específicas e claras para todos. Afinal de contas, uma empresa que não sabe onde quer ir, não chegará a lugar algum.

4 – Entender a diferença entre erros e erros

É preciso que os líderes entendam que existem erros e erros. A diferença entre eles é simples, alguns surgem a partir da presunção das pessoas e outros surgem da tentativa de inovar e trazer melhores resultados para a empresa.

Quando se tenta fazer algo novo, que fuja dos padrões e que possui grande potencial, é natural que equívocos e erros ocorram. Por isso, punir tais erros ´pode ser prejudicial. É preciso entender porque eles aconteceram e incentivar os funcionários a errarem melhor. Se você deseja se destacar e ser exemplo em inovação, o caminho a ser traçado é esse.

5 – Novas estratégias

Mudanças estratégicas ocorrem de que forma na sua empresa? De maneira lenta e gradual? Sempre em médio e longo prazo?

Talvez seja a hora de repensar tudo isso. A inovação quase sempre surge de maneira rápida e ágil. Se sua empresa não possui estrutura para reagir nessa velocidade, você certamente ficará para trás. Busque ter pelo menos três frentes estratégicas: curto, médio e longo prazo. Faça prospecção de cenários futuros e crie caminhos ágeis para alcançar seus reais objetivos.

Compartilhar

Comentários

Quem sou eu?

fred-abrahao

Graduado em Direito pela UNIFRAN, o empresário abriu seu primeiro negócio aos 19 anos. Com o know-how e determinação de quem começou cedo no mundo dos negócios, em 2007 criou a Direito de Ouvir e em 2016, a Seu Gado, empresas inovadoras em seus segmentos no Brasil.

Leia mais...