frederico_abrahao_uma_trajetoria_inspiradora.jpg

Frederico Abrahão: Uma Trajetória Inspiradora

Categoria: 

“Minha missão é incentivar os jovens empreendedores a conquistarem seus objetivos e o sucesso no ramo da administração de negócios”. Quem diz isso é Frederico Abrahão, cuja trajetória profissional fala por si. Ele começou a trabalhar aos 12 anos, entregando panfletos em semáforos da cidade de Uberaba (MG), e hoje é franqueador da Direito de Ouvir Amplifon Brasil – que pertence à italiana Amplifon, líder mundial em varejo de aparelhos auditivos.

Para galgar cada passo nestes 25 anos de trabalho, Abrahão não apenas teve uma atitude empreendedora a favor de si, mas estimulou diversas pessoas ao seu redor a tê-la também. “A Direito de Ouvir começou sua expansão com o conceito de credenciamento exclusivo de profissionais de fonoaudiologia. Assim, quem participava do negócio era incentivado a fazer crescer sua própria empresa, fidelizar sua clientela e prosperar”, diz.

Agora, Frederico Abrahão conta sua história inspiradora na palestra “Atitude Empreendedora”, cujo sucesso fez com que ele fosse convidado para apresentá-la na Feira do Empreendedor do Sebrae, que ocorreu em fevereiro.

História Inspiradora

O caminho do menino entregador de folhetos de Uberaba (MG) que se tornou empresário de sucesso foi longo. Com 13 anos, um de seus passatempos prediletos era ir ao estádio, assistir aos jogos de futebol do time da cidade. Descobriu que, se fosse gandula das partidas, poderia ver o jogo e ainda ganhar algum dinheiro. Logo, passou a vender picolés nos intervalos das partidas para aumentar a renda “Acho que talvez eu ganhasse até mais do que a maioria dos jogadores, que não eram nem da primeira divisão”, brinca.

Aos 14 anos, montou seu “primeiro negócio”, uma criação de galinhas caipiras. “Durante a semana, eu vendia os ovos de porta em porta e, aos finais de semana, vendia os frangos na feira livre”, relembra. Na metade dos anos 90, quando os primeiros telefones celulares começavam a circular no Brasil, Frederico viu, na novidade, uma oportunidade. Assim, criou, na cidade de Franca (SP), a SERV-TEL, uma das primeiras assistências técnicas em celulares do Brasil. A empresa foi vendida para que ele pudesse se dedicar ao curso de Direito.

Mas, o espírito empreendedor de Frederico continuou ativo e, logo depois, o empresário montou a primeira assistência técnica de aparelhos auditivos da região, a partir da experiência da esposa fonoaudióloga. O negócio prosperou. Nascia a Direito de Ouvir.

Qualidade De Vida E Sucesso

Casado há 14 anos com Andréa Campos Varalta Abrahão e pai de três filhos, Frederico não abre mão da qualidade de vida. Por isso, não pensa em sair da cidade do interior onde criou, em 2007, a Direito de Ouvir – a rede com maior capilaridade do país em soluções auditivas.

Lá, fica a unidade da Direito de Ouvir Amplifon Brasil, que Frederico administra de perto – estar sempre presente no negócio e ter conhecimento profundo de cada um de seus departamentos é um dos pontos fortes do empresário. O objetivo é sempre testar novidades e conhecer as dificuldades que os franqueados possam vir a ter na operação. Em Franca também fica o Museu do Aparelho Auditivo, que nasceu como um hobby e se tornou um projeto importante: despertando a curiosidade para o tema, é possível diminuir o preconceito e ajudar quem tem problemas auditivos a buscar tratamento.

Depois de uma fase em que a empresa credenciava fonoaudiólogos para que pudessem utilizar a marca Direito de Ouvir, o negócio passou a operar no sistema de franchising em 2013. A estrutura e o profissionalismo do negócio chamaram a atenção da gigante multinacional Amplifon. “Havia muitas similaridades entre as empresas, apesar de os portes serem muito diferentes”, esclarece o empresário.

De acordo com ele, uma das exigências durante a negociação com a Amplifon – que comprou 51% da Direito de Ouvir em 2014 – foi permanecer em Franca. “A cultura do interior tem muito a ver com a cultura da empresa, de oferecer um atendimento mais humanizado. Além disso, Franca está posicionada em uma localização estratégica no Sudeste e nas proximidades do Centro-Oeste”. Por se identificar com a cultura e o estilo de vida local, Frederico não pensa em se mudar.

Direito de Ouvir Amplifon Brasil

O reconhecimento internacional da empresa é um grande orgulho para o empresário. “É fruto de muito trabalho, muita dedicação”, afirma. Em 2013, apenas seis anos após sua fundação, a Direito de Ouvir já havia se consolidado como a marca mais valiosa do segmento. “A Amplifon queria um parceiro para ingressar no mercado brasileiro e escolheu a Direito de Ouvir pela posição de destaque em seu segmento e pelo modelo de gestão, entre vários fatores”, completa Frederico.

A previsão é que a multinacional invista mais de R$ 2 milhões no negócio, o que possibilitará alcançar o número de 16 franquias nos próximos anos. A parceria com a Amplifon também terá um aspecto de aprendizado e transferência de know-how para a Direito de Ouvir, já que a marca estrangeira já está há anos no mercado. A profissionalização ainda maior da empresa é outro fator positivo nessa parceria.

Palestrante

Para compartilhar sua experiência e inspirar pessoas, Frederico agora encara um novo desafio: tornou-se palestrante e conta sua experiência para os mais diversos públicos, de universitários (já palestrou em locais como a UNIFRAN, UniFACEP e Rede de Ensino Claretiano) a empresários (Endeavor, Sebrae, Semana Global do Empreendedorismo e CIESP). “Quero inspirar os empresários que já estão no mercado a fazer o novo e encorajar pessoas que sonham em ter seu próprio negócio a trabalhar por ele”.

Quer conhecer melhor a Direito de Ouvir? Seja um franqueado!

 

Compartilhar

Comentários

Quem sou eu?

fred-abrahao

Graduado em Direito pela UNIFRAN, o empresário abriu seu primeiro negócio aos 19 anos. Com o know-how e determinação de quem começou cedo no mundo dos negócios, em 2007 criou a Direito de Ouvir e em 2016, a Seu Gado, empresas inovadoras em seus segmentos no Brasil.

Leia mais...