empreendedorismo_vs_burocracia_-_saiba_como_vencer.jpg

Empreendedorismo vs Burocracia - Saiba Como Vencer

Categoria: 

Esse texto é a primeira parte de uma análise sobre a questão burocrática na abertura de novos empreendimentos. Nele eu tratarei dos impencilhos que a burocracia causa para nós empreendedores e, semana que vem, na segunda parte mostrarei quais medidas já estão sendo tomadas para facilitar a vida daqueles que estão começando um negócio agora. Espero que o texto seja útil para você! Boa leitura.


Vivemos em um país burocrático por natureza. Isso fica claro principalmente quando decidimos abrir uma empresa. O número de formulários a serem preenchidos, a quantidade de documentos a serem entregues e os inúmeros alvarás a serem obtidos assustam a qualquer um, especialmente os empreendedores inexperientes.

Recentemente, a Endeavor Brasil mapeou a burocracia enfrentada por empreendedores ao abrir uma empresa ao redor do Brasil. Ao todo foram escolhidos 32 munícipios brasileiros para serem analisados, sendo que esta escolha foi feita com base no número de empresas com grande potencial de crescimento presentes em cada um deles.

Qualquer pessoa pode acessar as informações presentes no estudo, que está disponível gratuitamente na internet. Certamente, muitos ficarão impressionados com os dados levantados. E, se você pretende empreender, essa é uma leitura obrigatória.

O material aponta aquilo que já sabemos na prática e nos dá um panorama da situação nacional, já que as pesquisas foram feitas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, Curitiba, Recife, Goiânia, São Luís, Belém, Cuiabá, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Maringá, João Pessoa, Londrina, Caxias do Sul, Florianópolis, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Porto Alegre, Campinas, Manaus, Natal, Campo Grande, Maceió, Joinville, Aracaju, Uberlândia, Teresina, Sorocaba, Vitória e Blumenau.

Segundo os dados levantados, no Brasil se demora em média mais de 129 dias para que se possa declarar oficialmente aberto um novo empreendimento. Contudo, esse número varia de acordo com a cidade, sendo que em Uberlândia (MG) esse processo geralmente dura cerca de 24 dias, enquanto que em Caxias do Sul (RS), o tempo de espera ultrapassa os 300 dias.

No entanto, o longo tempo de espera e a quantidade absurda de papeis a serem preenchidos não são os únicos empecilhos no caminho dos empreendedores. No Brasil, ainda não existe um processo unificado para abertura de um negócio próprio. Ou seja, os procedimentos para se ter um empreendimento legalizado variam de Estado para Estado e muitas vezes até de cidade para cidade.

Ainda segundo a pesquisa, entre jan/2012 e dez/2014, foram publicados, em média, 202 decretos de atualizações tributárias por estado, ou seja, 5,6 novos decretos para o empreendedor acompanhar mensalmente.

Esses dados quando comparados a de outros países se tornam ainda mais irreais. Para se ter uma ideia, no México o processo de abertura de uma empresa demora em torno de 6,3 dias, no Chile esse tempo cai para 5,5 dias e nos EUA esse número geralmente varia entre 5 e 8 dias.

Certamente, esses números são desmotivadores para novos empreendedores, porém nem tudo é tristeza. Com o aumento significativo do número de pessoas engajadas em abrirem seus negócios próprios, os governos estaduais e Federal passaram a repensar toda a burocracia que está por trás desse processo. Afinal de contas, o país enfrenta uma recessão econômica grave e é preciso que tomar medidas que facilitem o giro da moeda, e não que atravanquem o mesmo!

Na segunda parte desse texto, eu tratarei dos projetos que visão facilitar a vida dos empreendedores e diminuir a burocracia que impede muitos de alcançarem o sucesso em suas vidas profissionais. Acompanhe o blog e descubra o que pode facilitar sua vida na hora de abrir as portas de um novo negócio!

Compartilhar

Comentários

Quem sou eu?

fred-abrahao

Graduado em Direito pela UNIFRAN, o empresário abriu seu primeiro negócio aos 19 anos. Com o know-how e determinação de quem começou cedo no mundo dos negócios, em 2007 criou a Direito de Ouvir e em 2016, a Seu Gado, empresas inovadoras em seus segmentos no Brasil.

Leia mais...