dia_do_empreendedor_-_o_que_comemorar.jpg

Dia do Empreendedor: O Que Comemorar?

Categoria: 

Hoje comemoramos o Dia da Micro e Pequena Empresa e também o Dia do Empreendedor, esta data foi escolhida por marcar o dia da criação do Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte realizada pela Lei 9.841/99. Desde sua implementação há 17 anos o mercado brasileiro amadureceu e evoluiu grandemente, sendo que hoje o número de pequenas e microempresas já supera a casa dos 9,2 milhões, sendo responsáveis por cerca de 27% do PIB nacional.

Parte desse crescimento se deve as melhorias feitas na legislação brasileira no que concerne aos Empreendedores. Melhorias como a implementação do Simples Nacional e posteriormente da REDESIM. Projetos que só se concretizaram graças ao Estatuto da Microempresa.

Além disso, programas de financiamento e incentivo regionais, como o Banco do Povo Paulista, tem contribuído para que novos empreendedores tirem suas ideias do papel e as coloquem em prática. Esse movimento tende a se tornar ainda mais intenso, já que a internet tem oferecido facilidades para abertura de novas lojas e prestadoras de serviço, diminuindo custos com espaço físico, burocracia e manutenções em geral.

Outro setor que tem crescido mesmo em meio à crise é o mercado de franquias, que agora busca alcançar as cidades menores. O aumento do faturamento e a diversidade de modelos de franquias, além da facilidade de implantação de um negócio que já alcançou o sucesso e que pode oferecer toda a estrutura e know-how para quem está começando, são motivos mais do que suficientes para atrair o interesse de empreendedores inexperientes.

No entanto, muitos empreendedores têm apostado em darem o ponta pé inicial do próprio negócio com baixo investimento. Algo que pode ser a saída ideal da crise para aqueles que não possuem um grande capital ou um investidor-anjo. Desde 2009, a burocracia e os custos para esse tipo de iniciativa diminuíram consideravelmente com o advento do MEI (Registro de Microempreendedor Individual) que garante o registro do CNPJ a uma imensa gama de profissionais autônomos. Você pode verificar as profissões que podem ser cadastradas através desta LISTA

Para adquirir o seu registro de MEI basta que você o Portal do Empreendedor com esses documentos em mão: RG, CPF, comprovante de endereço e número da declaração do Imposto Renda dos dois últimos anos (ou título de eleitor). O processo é rápido e fácil. Após o cadastro, o alvará de funcionamento e a autorização oficial serão gerados pela prefeitura em até 180 dias. O MEI também tem outra vantagem: o custo para manutenção do cadastro, que varia entre R$ 45 e R$ 50, que são ajustadas ano a ano. Além dessa taxa o MEI deve entregar anualmente sua declaração de rendimentos, que tem teto fixado em R$ 60 mil ao ano. Caso o microempreendedor tenha uma receita bruta que supere este valor, sanções são aplicadas.

Dessa forma, é possível dizer que, apesar de tantas melhorias que ainda estão por serem feitas, o empreendedor brasileiro pode comemorar no seu dia. Hoje, certamente é uma data especial para todo nós que temos batalhado diariamente para alcançarmos o sucesso, mas também é uma data de reflexão sobre o que já fizemos e o que podemos fazer no presente para alcançarmos o futuro que almejamos.

Compartilhar

Comentários

Quem sou eu?

fred-abrahao

Graduado em Direito pela UNIFRAN, o empresário abriu seu primeiro negócio aos 19 anos. Com o know-how e determinação de quem começou cedo no mundo dos negócios, em 2007 criou a Direito de Ouvir e em 2016, a Seu Gado, empresas inovadoras em seus segmentos no Brasil.

Leia mais...