empreendedorismo-social

Ser Empreendedor Social É Necessário

Categoria: 

Se você já possui seu negócio, mas acredita que o retorno dele para a sociedade poderia ser maior ou se você pretende iniciar um empreendimento para sanar alguma carência social que você enxerga, então uma coisa é certa: você está no caminho para se tornar um empreendedor social.

Pensando nisso, saparei essas 8 dicas para te auxiliar nesse processo. Leia e veja como se tornar um empreendedor social:

 

1. Você conhece o problema que quer solucionar?

Identificar a demanda social com a qual você deseja trabalhar e analisar os motivos que constituem esse problema são os primeiros passos a serem tomados. Assim, você descobre o que realmente precisa de solução para, então, traçar um plano de ação.

 

2. Saiba Quais Serão As Pessoas Alcançadas

O segundo passo é saber quem são as pessoas que serão abrangidas pela sua solução. Busque descobrir quais são suas culturas, seus valores e rotinas. Essa atitude te levará a um nível mais profundo de compreensão do problema a ser resolvido. Além disso, a conversa com as pessoas envolvidas lhe auxiliará a encontrar uma solução mais eficiente. Busque aliar o conhecimento popular com conhecimentos externos.

 

3. Como Montar O Projeto?

Depois dessa aproximação, é hora de montar o projeto.  Inclua nele os seus objetivos, plano de captação de recursos e/ou sustentabilidade financeira, ações objetivas, número de pessoas envolvidas, comunicação e indicadores de impacto. Faça-o de maneira transparente e em conjunto com as pessoas que serão atingidas por ele.

 

4. Beneficiários e Colaboradores

É importante que os beneficiários sejam participantes do projeto. Afinal de contas, são eles que convivem com os problemas e serão eles que mostrarão se a sua solução funciona ou não. Por isso, tenha em mente que eles são as grandes fontes de informação e, consequentemente, são parte inerente das ações que estarão em andamento.

 

5. Captação de Recursos

Conseguir os recursos financeiros e materiais para manter o projeto vivo será uma parte complicada. Algumas opções de captação de recursos são: 1) editais; 2) parceria com empresas e poder público; 3) crowdfunding; 4) pagamento de pequenas contribuições pelos beneficiários, no caso de produtos.

Outro ponto importante é o auxílio de grupos que fazem trabalhos na mesma região ou no mesmo segmento que você. No empreendedorismo social o que importa é a colaboração!

 

6. Comunicação Correta

Saber se comunicar é um dos principais requisitos para que o seu projeto tenha sucesso. Seja com os próprios beneficiários/colaboradores ou com o restante da sociedade. Ter uma comunicação bem estruturada pode gerar visibilidade para o projeto, atrair parceiros, voluntários, colaboradores e inspirar pessoas a desenvolverem projetos que se aliem ao seu.

 

7. Feedbacks

Busque fazer reuniões periódicas com os envolvidos no projeto para compreender como cada um tem percebido as ações realizadas. Esse feedback é de grande importância, pois é nesse momento que serão reconhecidas as ações que funcionam e as que não funcionam.

 

8. Metodologia

Por último, mas talvez o mais importante. Tenha uma metodologia clara e cambiável de acordo com o momento em o projeto se encontra. É importante que as ações estejam em coerência com o pensamento do projeto e com a ética social.

Compartilhar

Comentários

Quem sou eu?

fred-abrahao

Graduado em Direito pela UNIFRAN, o empresário abriu seu primeiro negócio aos 19 anos. Com o know-how e determinação de quem começou cedo no mundo dos negócios, em 2007 criou a Direito de Ouvir e em 2016, a Seu Gado, empresas inovadoras em seus segmentos no Brasil.

Leia mais...